São Paulo e Espírito Santo intensificam trabalhos na segurança após intervenção no Rio

Após o plano de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo começaram a se mexer para fazer novas ações na área.

Em entrevista à CBN, o secretário de Segurança de São Paulo, Mágino Alves, falou a ideia é intensificar os trabalhos de inteligência entre os Estados que fazem fronteira com o Rio.

“As medidas serão as de costume, como aumentar o policiamento em algumas áreas, sem aumento do efetivo”, argumentou. “O trabalho contra o crime organizado é um trabalho que realizamos sempre. Estamos colaborando com o Ceará  [onde morreram líderes de uma facção criminosa].

Mágino também disse que Geraldo Alckmin defende a necessidade de criar uma agência de inteligência integrando o setor de todos os Estados e Forças Armadas.

No Espírito Santo, o secretário de Segurança Pública, André Garcia, garantiu que as polícias Civil, Militar e Rodoviário vão monitorar os 198 quilômetros da fronteira com o Rio e Minas Gerais. O trabalho começará nesta quinta e deve durar ao menos dois meses e meio.

Serão utilizados viaturas, três drones e helicópteros, além de 150 policiais.


O custo disso aos cofres públicos deve chegar aos R$ 2,5 bilhões.

Relacionados

POLÍTICA 4953359857497537676

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress