Juiz determina isolamento de área de tribunal em que acontecerá julgamento de Lula

O juiz federal Osório Ávila determinou que seja estabelecida uma área onde os manifestantes deverão ficar nas imediações do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, onde acontecerá, em 24 de janeiro, o julgamento do ex-presidente Lula em segunda instância.

O magistrado ainda falou que vias próximas ao prédio do TRF serão isoladas.

A ação civil pública foi protocolada pelo MPF e pedia que o Parque Maurício Sirotski Sobrinho, em frente ao tribunal fosse interditado para evitar protestos.

Osório proibiu a instalação de acampamentos do MST no parque e terrenos vizinhos até três dias depois do julgamento. O juiz defendeu o direito às manifestações, mas pontuou que os atos devem ser previamente informados.

O Movimento Sem Terra falou que irá continuar com a mobilização da próxima semana e não deve recorrer da decisão do juiz.


Relacionados

DESTAQUES 1757973986615211629

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress