Presidente Flávio Pascarelli autoriza a nomeação de 19 aprovados no concurso público de 2013

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Flávio Pascarelli, autorizou esta semana a convocação e nomeação de mais 19 aprovados no concurso público realizado em 2013 para preenchimento de vagas na capital e municípios da região metropolitana. Para tomar a decisão, a Presidência se baseou em análises que já vinham sendo realizadas pela Divisão de Orçamento e Finanças da Corte e também pelo Subcomitê de Formação, Aperfeiçoamento e Gestão de Pessoas do Tribunal desde o mês de julho.

No último dia 5 de outubro, o presidente Flávio Pascarelli recebeu uma comissão de aprovados nesse concurso, na sede do Poder Judiciário, durante a qual ouviu as preocupações dos candidatos a respeito do prazo de validade do certame – até o dia 5 de novembro deste ano -, e explicou que sua equipe já vinha analisando a possibilidade de convocar mais aprovados antes da expiração do prazo, porém, deixando claro aos integrantes que ele havia assumido a Presidência da Corte há um ano e três meses, no pior momento da crise na economia do País, e que sua gestão precisou adotar medidas rígidas de controle e redução de custos, a fim de manter o equilíbrio financeiro da instituição e honrar os compromissos assumidos. Sendo assim, apesar de os efeitos da crise já não serem negativos como a situação enfrentada na gestão, o presidente ainda ressaltou, durante a reunião, que era necessário continuar com maior prudência no gerenciamento dos recursos financeiros.

O concurso para servidores do TJAM foi realizado em 2013, quando foram oferecidas 300 vagas, todas preenchidas segundo previsto em edital. A convocação de mais candidatos dentro da ordem de classificação é realizada em conformidade com a necessidade do Tribunal de Justiça, levando-se em consideração a questão orçamentária do órgão.

O certame despertou o interesse de milhares de pessoas em todo o País, fechando o número de inscrições, na época, em mais de 70 mil candidatos. As provas foram realizadas em junho de 2013, tanto na capital quanto no interior. As vagas eram destinadas às unidades judiciais de Manaus, Itacoatiara, Manacapuru, Careiro da Várzea, Careiro-Castanho, Iranduba, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva.

Nomeações

A convocação de mais candidatos do certame vai ocorrer para suprir as vagas abertas em função de pedido de exoneração de nomeados do mesmo concurso, conforme manifestação técnica da Divisão de Orçamento e Finanças.

O presidente Flávio Pascarelli autorizou a nomeação, em substituição, de seis analistas judiciários, especialidade Direito, dentre as vagas de ampla concorrência; a nomeação, em substituição, de dez assistentes técnico-judiciários, também dentre as vagas de ampla concorrência; a nomeação, em substituição, de dois analistas judiciários, especialidade Psicologia, dentre as vagas de ampla concorrência; e a nomeação de um auxiliar judiciário II, dentre as vagas de ampla concorrência, para a Comarca de Presidente Figueiredo.


Na mesma decisão, o presidente do TJAM também determinou o prazo de 30 dias para que o Subcomitê de Formação, Aperfeiçoamento e Gestão de Pessoas, elabore um plano de trabalho voltado ao remanejamento de servidores, contemplando não apenas as áreas administrativas, mas também o segundo grau de jurisdição, em conformidade com as diretrizes da resolução CNJ nº 219.

Relacionados

AMAZONAS 5201317694227288095

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress