Pedido de Aécio para inquérito ser redistribuído para Gilmar Mendes é negado por Cármen Lúcia

Um pedido feito pela defesa do senador Aécio Neves (PSDB-MG), para que um dos inquéritos a que o político responde fosse redistribuído para o ministro Gilmar Mendes, foi negado pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia. A informação é do jornal O Globo.


Os advogados do tucano alegavam que o inquérito a respeito de supostas irregularidades cometidas em obras das hidrelétricas do Rio Madeira tem ligação com as investigações acerca de Furnas. Este último caso está nas mãos de Mendes.

A presidente do Supremo, no entanto, considerou que não há conexão entre os dois casos e negou o pedido da defesa de Aécio Neves por Gilmar Mendes. A redistrubuição, entretanto, foi admitida por Cármen Lúcia, que justificou a decisão pelo fato de não ver relação dos fatos investigados com a Petrobras, alvo principal da Operação Lava Jato.


Outros inquéritos ligados às usinas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, de nomes como Romero Jucá (PMDB-RR), Edison Lobão (PMDB-MA), Valdir Raupp (PMDB-RO), Ivo Cassol (PP-RO) e Arlindo Chinaglia (PT-SP), também serão redistribuídos. O sorteio que definirá o novo relator valerá para todos os inquéritos.

Relacionados

POLÍTICA 6481712088211345679

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress