Morre aos 79 anos a australiana Betty Cuthbert, tetracampeã olímpica

Betty Cuthbert, única atleta campeã olímpica dos 100m rasos, 200m e 400m, faleceu neste domingo, 07, em local próximo a Perth, na Austrália, seu país natal. A ex-velocista lutava contra a esclerose múltipla e morreu aos 79 anos de idade.

Nas Olimpíadas de Melbourne, em 1956, Cuthbert venceu três medalhas de ouro, nas provas de 100m rasos, 200m e revezamento 4 x 100m. Foi a primeira australiana a conseguir o feito, e diante da torcida de seu país. Tinha, então, 18 anos de idade. Nos jogos seguintes, em Roma, lesionou-se e não conquistou nenhuma medalha. Mas, em Tóquio-1964, conquistou sua quarta medalha e de ouro ao vencer os 400m, com 26 anos.

Como homenagens, Cuthbert recebeu o apelido de "garota dourada", e, posteriormente, esteve entre os primeiros homenageados no hall da fama do atletismo da Federação Internacional de Atletismo, a IAAF. Nas Olimpíadas de 2000, em Sidney, foi uma das últimas pessoas a carregar a Tocha Olímpica, quando já batalhava contra a esclerose.


A morte de Cuthbert teve grande repercussão na Austrália, e a campeã teve seus feitos em vida celebrados por atletas, personalidades da mídia e políticos. O time olímpico australiano, por exemplo, relembrou em seu site vídeos das corridas em que Cuthbert conquistou as medalhas de ouros nos 100 e nos 200m durante os Jogos de 1956. Cathy Freeman, campeã dos 400m em Sidney, a chamou de inspiração. A atual dona do recorde australiano nos 100m, Melissa Breen, a definiu como uma pioneira e uma lenda do esporte.

Relacionados

ESPORTES 5994900379759036744

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress