Graças ao interior Amazonino se deu bem

A corrida pelo interior do Estado do Amazonas para conquistar o eleitorado no pleito suplementar, no primeiro turno, foi mais eficiente para o candidato Amazonino Mendes (PDT) do que para Eduardo Braga (PMDB). Proporcionalmente, dos 17 Municípios que visitou até 5 de agosto, o ex-governador venceu em 12 deles, conseguindo um rendimento de 70,5% nas vitórias. Braga percorreu mais quilômetros e cidades, um total de 46, ganhando em 23 delas, com um aproveitamento de 53,4%.

No interior, nos 12 maiores colégios eleitorais, que somam 475 mil votos, Amazonino foi primeiro em dez deles: Parintins (20.079 votos), Itacoatiara (10.680), Manacapuru (20.494), Coari (12.087), Tefé (9.370), Maués (10.830), São Gabriel da Cachoeira (8.481), Iranduba (7.970), Manicoré (7.640) e Autazes (7.756). 

O pedetista só não venceu no sexto maior colégio estadual, em Tabatinga, onde teve 5.483 votos contra 11.222 de Braga. Entre os Municípios visitados pelo senador peemedebista, seus melhores resultados comparados à votação de Amazonino foram em Lábrea, onde teve 9.390 votos contra 1.786 do ex-governador; seguido por Itapiranga, Manaquiri, Benjamin Constant, Borba, Caapiranga, Canutama, Carauari, Santo Antônio do Iça e São Paulo de Olivença. 

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) proclamou oficialmente o resultado da votação do primeiro turno nesta terça-feira (9), publicando os relatórios por seções eleitorais e de apuração primeiro turno. 

No total, Amazonino Mendes ficou com 577.397 votos (38,77%) e Eduardo Braga com 377.680 votos (25,36%). Comparando apenas os dois candidatos que vão disputar o segundo turno no dia 27 de agosto, Amazonino se saiu melhor nas urnas em 33 Municípios, contra 28 de Braga, excluindo Manaus. 

Relacionados

DESTAQUES 8506045664685248955

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress