Dívida de empresas referentes a PIS e Cofins passa de R$ 545 bilhões

As dívidas de empresas brasileiras referentes ao PIS e à Confins é de aproximadamente R$ 545,4 bilhões. De acordo com reportagem do portal UOL, o valor é referente à soma dos tributos devidos por cerca de de 1,8 milhão de corporações e também incluem a chamada CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido).

O balanço foi apresentado em um documento elaborado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e que deve ser analisado pelos membros da CPI da Previdência, que está em andamento no Senado.

No topo do ranking das empresas com valores de dívidas do PIS/Cofins mais altas aparece a Varig, companhia aérea que já faliu e acumula pendências no valor de R$ 3,51 bilhões. Na sequência aparecem a Eletropaulo, com R$ 2,24 bilhões; a também falida Vasp, com R$ 2,05 bilhões; e a Carital Brasil, antiga Parmalat, com R$ 1,53 bilhão.
Para a Procuradoria, as dívidas são separadas em duas categorias. Em numa delas ficam as empresas que têm situação considerada regular, cujas dívidas estão em negociação, garantidas, parceladas ou suspensas por alguma decisão da Justiça. No outro grupo figuram as corporações que são cobradas pelo órgão por se encontrarem em situação irregular.


Em julho, o governo federal anunciou um aumento de tributos para arrecadar R$ 10,4 bilhões e cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões. O Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol subiu para compensar as dificuldades fiscais, segundo nota conjunta dos ministérios da Fazenda e do Planejamento.

Relacionados

BRASIL 7666496688689121135

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress