Somente parte de casa flutuante furtada em rio no Amazonas é encontrada

Parte da estrutura da casa flutuante furtada no município de Manacapuru, distante 71 km de Manaus, foi encontrada no domingo (16). A Polícia Civil acredita que suspeitos do furto se desfizeram do material após a repercussão do crime. Proprietários lamentaram o ocorrido e esperam reerguer o flutuante.

Segundo a Polícia Civil, a casa levada pertence a uma idosa de 75 anos. A residência foi furtada durante a madrugada de quarta-feira (12), às margens do Rio Solimões, em uma área conhecida como "Prainha", a 68 km de Manaus. A suspeita é de que dois homens e uma mulher levaram a residência do local com a ajuda de um barco de grande porte. O caso é investigado.

De acordo com o delegado interino da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, João Batista Flores, com a ajuda da comunidade, policiais encontraram a estrutura do flutuante.

"Suspeitamos que os indivíduos, ao suspeitarem que poderiam ser presos ao serem localizados com o flutuante, o depredaram e abandonaram as partes de madeira da estrutura. Algumas partes, acredito que eles tenham levado, mas localizamos uma grande parte", disse o delegado à Rede Amazônica.

Questionado sobre autores do furto da casa flutuante, a polícia afirma que tem possíveis envolvidos a serem ouvidos. "Há suspeitos, mas ainda não temos autoria definida. Localizamos [a base do flutuante] e vamos indicar à família para tentar remover a estrutura", contou o delegado.

De acordo com a industriária Océia Meireles, de 42 anos, filha dos donos do flutuante, moradores da área em que o material foi encontrado denunciaram à polícia que os pedaços de madeiras estavam no local.

"Resolvemos vir verificar e encontramos. A sensação é de revolta. Meus pais levaram quatro anos construindo e isto acontece", disse Océia.

Ainda segundo Océia, a família pretende reconstruir o flutuante. "Queremos levar o restante. Pedimos para algum empresário que possa nos ajudar com um rebocador. Se fica aqui, vão levar as boias que é a parte mais cara do flutuante", explicou.

Reforma

De acordo com o delegado, a proprietária do imóvel fez uma reforma na casa para vender o imóvel. Os trabalhos foram concluídos na segunda-feira (10). Na noite seguinte, na terça (11), todos os móveis, eletrodomésticos, alimentos e equipamentos de pesca foram furtados do local. A casa flutuante está avaliada em R$ 20 mil, de acordo com informações da dona do imóvel.


Relacionados

AMAZONAS 6078357337973122273

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress