Racing vira em jogo de três expulsões e encara o Corinthians

O Corinthians terá uma pedreira pela frente na Copa Sul-Americana. Depois de passar sem dificuldades pelo modesto Patriotas, o Timão conheceu na noite dessa quinta seu adversário nas oitavas de final da competição: o Racing. A tradicional equipe argentina arrancou uma virada por 3 a 2 em pleno estádio Atanasio Girardot e despachou o Independiente Medellín, que acabou com apenas oito jogadores em campo, e já havia perdido o duelo de ida por 3 a 1.

O primeiro duelo entre Corinthians e Racing agora está marcado para 22 de agosto, em Itaquera, casa alvinegra. Apenas no dia 21 de setembro os dois times se reencontrarão para definir o classificado, dessa vez no estádio Presidente Perón, em Avellaneda.

Para se credenciar a enfrentar o atual líder do campeonato brasileiro, os visitantes sofreram, mas também mostraram muito poder de superação, afinal, a partida dessa quinta aconteceu apenas uma semana depois da reapresentação do elenco para a pré-temporada, já que os argentinos têm o calendário europeu como referência.


O Independiente, então, tratou de se aproveitar dessa falta de ritmo dos adversários. Logo aos cinco minutos, Edison Toloza recebeu com liberdade pela direita e cruzou rasteiro para Leonardo Castro completar para as redes, no carrinho.

Vinte minutos depois, a jogada se repetiu no lado aposto. Dessa vez o cruzamento foi de Yulián Gómez, mas foi Castro que novamente mandou para o fundo do gol, levando os torcedores à loucura na arquibancada, já que antes dos 30 minutos de jogo os donos da casa já tinham o resultado suficiente para garantir a vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Mas, futebol é futebol. Na única chegada mais perigosa no Racing, após a sobra de um escanteio, Federico Matías cruzou e Diego González não desperdiçou, de cabeça. O gol foi um verdadeiro balde de água fria nos mandantes antes do intervalo.

Na segunda etapa, o Independiente se lançou ao ataque em busca desesperada pelo gol que pudesse levar a definição aos pênaltis. Mas, em um contra-ataque mortal, Juan Camilo Saiz levou o braço à bola dentro da área após ser driblado e cometeu pênalti. Pablo Cuadra não perdoou e deixou tudo igual. Daí para frente o jogo degringolou para a equipe de Medellín. Foram nada menos que três expulsões. Edison Toloza, Juan Camilo Saiz e Jonathan Lopera perderam a esportiva, apelaram e foram para o vestiário mais cedo.


Dessa forma, ainda deu tempo de Brian Mansilla aproveitar os espaços para dar a vitória, de virada, ao Racing.

Relacionados

ESPORTES 3359891665356369502

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress