Ex-auditor da Receita e empresário são presos na Operação Zelotes

A Polícia Federal prendeu preventivamente na manhã desta quarta-feira (26) o auditor da Receita Federal, Eduardo Cerqueira Leite, e o empresário Mário Pagnozzi, em mais uma fase da Operação Zelotes, que investiga o perdão de dívidas tributárias no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais em troca de propina.

Na última segunda-feira (24), Cerqueira Leite e Pagnozzi se tornaram réus após a Justiça Federal do Distrito Federal aceitar a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal.

A denúncia do MPF tornou réus 10 investigados pela Zelotes. Entre eles estavam também o ex-diretor jurídico do Bank Boston Walcris Rosito, servidores públicos, advogados, lobistas e ex-conselheiros do Carf.

A denúncia cobre um período de nove anos (de 2006 a 2015) - período em que funcionou o esquema, cujos personagens principais eram Eduardo Cerqueira Leite (auditor da Receita em São Paulo) e José Ricardo da Silva (conselheiro do Carf em Brasília).
O grupo teria recebido mais de R$ 25,8 milhões em vantagens indevidas para ajudar o banco no órgão.

As acusações envolvem crimes de corrupção, gestão fraudulenta, lavagem de dinheiro, apropriação de dinheiro de instituição financeira e organização criminosa.


A Operação Zelotes investiga um suposto esquema de venda de sentenças do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) para beneficiar empresas que foram multadas pela Receita Federal e a negociação de medidas provisórias a favor de empresas do setor automobilístico. O Carf é um órgão do Ministério da Fazenda onde contribuintes recorrem contra multas.

Relacionados

POLÍTICA 7161015456175040653

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress