Casal é preso com 7 kg de drogas após denúncia anônima

O operário de construção civil David Ferreira da Silva, de 27 anos e a esposa dele, Jacqueline Menezes Ribeiro, de 19, foram preso na terça-feira (25) com cinco tabletes de maconha e 26 pedras de cocaína. Segundo a Polícia Civil, David é citado no inquérito que investiga a morte do delegado Oscar Cardoso, assassinado em 2014.

O casal foi preso depois de denúncia anônima informando que eles atuavam no tráfico de drogas. "A gente já vinha investigando há cerca de 20 dias e ontem [terça-feira] realizamos a abordagem dele e encontramos esses 7kg de droga e a arma", conta o delegado Henrique Brasil, do 23° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Brasil disse ainda que David era associado ao traficante “Piu-piu” - preso pela morte do delegado - e estaria com ele antes do crime. Entretanto, o delegado não soube dizer qual seria a participação de David no assassinato.

Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (26), David disse que não participou do homicídio de Oscar Filho e que a esposa, grávida de 6 meses, não tem envolvimento com tráfico.

"Essa droga não estava comigo. Minha esposa é inocente, ela não sabia que eu trabalho com tráfico, ela só foi presa porque estava comigo", disse.

De acordo com a polícia, David cumpriu três anos de prisão pro tráfico e tem mais 22 a cumprir por ter sido condenado em 2011 e 2014. O casal será levado para audiência de custódia após os procedimentos na delegacia.



Relacionados

AMAZONAS 2293536439857753554

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress