Planalto quer evitar que Temer seja denunciado durante viagem à Rússia



O presidente Michel Temer tem uma viagem oficial para a Rússia na mesma semana em que o procurador-geral da República Rodrigo Janot deve apresentar uma denúncia contra ele. Para evitar que o peemedebista não possa se defender por estar distante e que a sua imagem fique ainda mais desgastada, Temer e seu auxiliares têm discutido estratégias jurídicas para evitar a denúncia.

Segundo publicado por Andréia Sadi no G1, o presidente cogita, inclusive, cancelar a viagem para as terras geladas agendada para o próximo dia 19 de junho.
Neste sábado (10), a Polícia Federal (PF) pediu mais 10 dias de prazo para conclusão do inquérito sobre a delação da JBS e ainda aguarda autorização do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin.
Se a autorização for concedida, o prazo passaria para dia 23 de junho, quando Temer já estaria de volta. O presidente planeja embarcar para o Brasil no dia 22 de junho.
Após a entrega do inquérito, a PGR tem até 5 dias para oferecer a denúncia, mas não precisa aguardar até o fim do prazo.

Relacionados

POLÍTICA 5375769992990887900

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress