Candidatos ao governo gastarão R$ 16 milhões durante a campanha

Os oito candidatos ao governo do Amazonas poderão gastar, cada um, até R$ 16.217.863,59 com a campanha eleitoral. O valor foi estabelecido por uma resolução do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) especificamente para o pleito suplementar.
De acordo com a resolução 10/2017 do TRE-AM, os candidatos poderão contratar até 3.076 pessoas por contratação direta ou terceirizada para prestação de serviços referentes a atividade de militância e mobilização de ruas nas campanhas eleitorais. Para verificação de limites, serão considerados as contratações para o cargo de governo de vice-governador.
Para a campanha de segundo turno, se houver, foi determinado o valor máximo de R$ 4.865.359,08. A pessoa física pode doar até 10% do total da sua receita bruta arrecada no ano anterior.
Os candidatos Amazonino Mendes, Eduardo Braga, José Ricardo, Liliane Araújo, Luiz Castro, Marcelo Serafim, Rebecca Garcia e Wilker Barreto concorrem ao governo do Amazonas neste pleito suplementar, marcado para dia 6 e 27 de agosto, em caso de 2º turno.
Os candidatos e os órgãos partidários deverão encaminhar ao TRE a prestação de contas da campanha até 16 de agosto de 2017. Se houver segundo turno, terão de apresentar contas até 6 de setembro, com a movimentação financeira dos dois turnos.
Os candidatos que forem eleitos governador e vice-governador do Amazonas serão diplomados até 15 de setembro, se o pleito terminar no primeiro turno, e, havendo segundo turno, no dia 11 de outubro de 2017.

Relacionados

AMAZONAS 8174421688296833602

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress