Número de homicídios no Amazonas teve o 5º maior crescimento do País

Em dez anos, o número de homicídios teve o quinto maior crescimento do País, atrás apenas do Rio Grande do Norte, Sergipe, Tocantins e Maranhão. De 2005 a 2015, o número cresceu de 499 para 1.472, um aumento de 145,7%, conforme dados do Atlas da Violência 2017, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Para comparar, na média brasileira, o aumento no número de homicídios foi de 22,7%.

O Atlas da Violência 2017 analisou dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, referentes ao intervalo de 2005 a 2015, e utilizou também informações dos registros policiais publicadas no 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do FBSP.

Além dos números absolutos, o estudo também detalha a taxa de homicídios, que é a relação entre a quantidade de mortes a cada 100 mil habitantes. Neste comparativo, as taxas do Amazonas tiveram o 6º maior aumento (101,7%), atrás de Rio Grande do Norte, Sergipe, Maranhão, Tocantins e Ceará, respectivamente.

Divulgado nesta segunda-feira, o Atlas destaca, logo na Introdução, a rebelião ocorrida no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, no início deste ano, deixando “um rastro de sangue com 56 mortes”, diz o texto.

Ainda segundo a publicação, o cenário na capital amazonense e em outros locais, como as rebeliões em vários Estados e a greve da Polícia Militar no Espírito Santo, por exemplo, representam a continuidade da crise na segurança pública que veio se agravando nos anos anteriores.

O texto divulgado pelo Ipea aponta os dados do Atlas como “a contraface da incapacidade e do descompromisso do Estado brasileiro para planejar, propor e executar políticas penais e no campo da segurança pública minimamente racionais, efetivas e que garantam os direitos de cidadania”.


Mais de 300 mil jovens assassinados

No Brasil, entre 2005 e 2015, mais de 318 mil jovens foram assassinados. Apenas em 2015, foram 31.264 homicídios de pessoas com idade entre 15 e 29 anos, uma redução de 3,3% na taxa em relação a 2014. No que diz respeito às Unidades da Federação, é possível notar uma grande disparidade: enquanto em São Paulo houve uma redução de 49,4%, nesses 11 anos, no Rio Grande do Norte o aumento da taxa de homicídios de jovens foi de 292,3%.

Os homens jovens continuam sendo as principais vítimas: mais de 92% dos homicídios acometem essa parcela da população. Em Alagoas e Sergipe a taxa de homicídios de homens jovens atingiu, respectivamente, 233 e 230,4 mortes por 100 mil homens jovens em 2015.



Negros são 7 em cada 10 assassinados

A cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras. De acordo com informações do Atlas, os negros possuem chances 23,5% maiores de serem assassinados em relação a brasileiros de outras raças, já descontado o efeito da idade, escolaridade, do sexo, estado civil e bairro de residência.

Os dados sobre mortes decorrentes de intervenção policial apresentam duas variações: as analisadas por números do SIM na categoria “intervenções legais e operações de guerra” (942) e os números reunidos pelo FBSP (3.320) em todo o País. Os Estados que mais registraram homicídios desse tipo pelo SIM em 2015 foram Rio de Janeiro (281), São Paulo (277) e Bahia (225). Pelos dados do FBSP, foram registrados em São Paulo 848 mortes decorrentes de intervenção policial, 645 no Rio de Janeiro 645 e 299 na Bahia.



Ranking por Estado: avanço no número de homicídios (%)

1      Rio G. do Norte  280,5
2      Sergipe     167,6
3      Tocantins  164,7
4      Maranhão  160,7
5      Amazonas 145,7
6      Ceará        145
7      Roraima    113,7
8      Bahia        108,7
9      Paraíba     104,3
10    Goiás        104,2
11    Pará  90,8
12    Piauí 76,6
13    Acre  75
14    Santa Catarina  51,2
15    Amapá      49,5
16    Rio G. do Sul     45,7
17    Alagoas     45,3
18    São Paulo  38,8
19    Mato Grosso      32,6
20    Rio de Janeiro   31,6
21    Distrito Federal  12,9
22    Pernambuco      11,2
23    Espírito Santo   9,5
24    Rondônia  8,1
25    Minas Gerais     7,3
26    Paraná      1,4

27    Mato Grosso do Sul    0,5

Relacionados

AMAZONAS 4757869706681129534

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress