MP coloca saúde na gestão Melo na berlinda



O governador cassado José Melo (Pros) teve mais uma derrota, mais 30 inquéritos foram abertos,  pelo Ministério Público do Estado (MP-AM) para apurar denúncias de irregularidades e improbidade administrativa na saúde pública estadual com consequências graves para o atendimento à população.

As informações estão nas Portarias de instauração dos inquéritos, publicadas no Diário Oficial do MP-AM. Elas mostram como o ex-governador do Estado José Melo (PROS), cassado pelo STF por compra ilegal de votos, tratava a saúde pública.
Durante a gestão de Melo, a operação Maus Caminhos deflagrada no ano passado depois de investigar fraudes na saúde, denunciou desvios de mais de R$ 100 milhões do Fundo Estadual de Saúde.
Chegando lá!

O Ministério Público está cada vez mais perto de desarticular a quadrilha que ainda permanece dentro da estrutura governamental. Encabeçada por Arnaldo Grijó, o grupo que atua dentro da Susam é nocivo aos cofres públicos e precisa urgentemente ser afastado da pasta. 

Dançando

Quem embreve também pode "dançar" (no mau sentido), é a ex-primeira dama, Edilene Gomes, carinhosamente apelidada de "governadora". Isso porque, Edilene é apontada como manda chuva da Susam, o Pávulo divulgou áudios em que Edilene admitia que era responsável pela pasta. O Ministério Público está de olho nas próximas movimentações da "governadora".

Desconfiança

O senador Eduardo Braga (PMDB) não está com essa bola toda que mostram as pesquisas. Segundo os bastidores, Braga tem provado da desconfiança de prefeitos por causa de suas citações na Lava Jato. 

A empresa Action é a única que tem apontado cerca de 30% da preferência do eleitorado para Eduardo. O PC do B, fiel companheiro de Braga nas últimas eleições, já tem dado sinais de que não entrarão no barco de Eduardo. Já Rebeca Garcia e Artur Neto tem protelado conversas com o Senador para possíveis apoios.

Carta branca

O senador Omar Aziz ganhou carta branca da executiva nacional do PSD para resolver sobre a eleição suplementar. A executiva do partido divulgou sobre o assunto.

“ A Executiva Nacional do Partido Social Democrático esclarece que o Diretório Estadual do PSD do Amazonas é a instância soberana na condução das ações do partido sobre o processo eleitoral suplementar no Estado. As decisões tomadas pelo Diretório Estadual serão sempre respeitadas. O PSD é um partido jovem e já está consolidado como uma das principais legendas do Brasil, assim como acontece no Amazonas. Suas lideranças reúnem experiência política e administrativa e, com ampla autonomia, serão atores fundamentais no desenvolvimento do Estado.”
Alfredo Cotait Neto – Presidente nacional em exercício do PSD

Relacionados

CORREDORES DO PODER 8108896124787297040

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress