Falta um ano: L! traz classificados e quem está perto de vaga na Copa-18

A Copa do Mundo de 2018 terá a sua primeira partida daqui a exatamente um ano. No cenário atual, apenas duas seleções, além da anfitriã Rússia, estão credenciadas à disputa do Mundial: Brasil e Irã.

No fim de março, a Seleção Brasileira confirmou a vaga após uma arrancada excepcional com a chegada do técnico Tite, que substituiu Dunga após a Copa América Centenário, em 2016. A garantia veio com oito vitórias consecutivas do Brasil sob o comando do novo treinador, liderando, com folga, as Eliminatórias.

Na última segunda-feira, foi a vez do Irã carimbar o passaporte. A seleção asiática bateu o Uzbequistão, por 2 a 0, fazendo com que não pudesse mais ter seu primeiro posto alcançado no Grupo 1 das Eliminatórias. Treinado pelo português Carlos Queiroz, o Irã vai participar da Copa pela quinta vez em sua história - a segunda de forma consecutiva.

Donos da casa, os russos, que não vivem uma fase estável, terão um importante teste a partir deste fim de semana. Isso porque, a Copa das Confederações começará a ser disputada, com a Rússia, treinada Stanislav Cherchesov, pelo ex-goleiro , como o único país que está na briga e nunca levantou um caneco. A aguardar o rendimento dos mandantes.

SITUAÇÕES (BOAS E RUINS) ELIMINATÓRIAS AFORA

EUROPA

Nas Eliminatórias da Europa, a pausa foi dada após a realização da sexta rodada, ou seja, restando quatro jogos para cada equipe. Até o momento, a Alemanha (Grupo C), com 100% de aproveitamento, é o país que está melhor encaminhado - podendo, inclusive, garantir vaga já na próxima rodada.

No Velho Continente, também cabe destacar a disputa, rodada a rodada, entre as gigantes Espanha e Itália, ambas no Grupo G. As duas seleções estão com 16 pontos, mas a Fúria lidera no quesito saldo de gols, deixando a Azzurra, até aqui, com uma vaga na repescagem.

No Grupo A, a Suécia, surpreendentemente, lidera, seguida pela França (13 pontos), com a Holanda, decepção até o momento, com três pontos de desvantagem para os dois primeiros. Abre o olho, Laranja Mecânica.

AMÉRICA DO SUL

Em nosso continente, a tabela está embolada e imprevisível. Caso a Copa do Mundo começasse hoje, as seleções classificadas, além da confirmada Brasileira, seriam Colômbia (24 pontos), Uruguai (23) e Chile (23). Com 14 jogos (de 18) já realizados, a Argentina, com 22 pontos, se encontra na zona de repescagem - um confronto contra o campeão da Oceania.

AMÉRICAS CENTRAL E DO NORTE

As Eliminatórias da Concacaf já se encontram no hexagonal final e a quatro rodadas do fim. Quem lidera é o México, que vem de ótima campanha desde a chegada do técnico Juan Carlos Osorio, ex-São Paulo, e invicto na atual fase. A vaga está muito próxima para os mexicanos.

Nas segunda e terceira colocações, que dão passaportes de forma direta, estão Costa Rica (11 pontos) e Estados Unidos (oito pontos). Em quarto lugar (zona de repescagem) aparece o Panamá, com sete pontos, uma ameça real aos favoritos EUA, em ascensão com o treinador Bruce Arena.

ÁSIA

Nas Eliminatórias asiáticas, a disputa está ferrenha, tanto para vaga direta (as duas primeiras posições de cada grupo), quanto para a repescagem (terceiro lugar). No Grupo A, Coreia do Sul (2º) e Uzbequistão (3º) estão forte no páreo, enquanto no B, Japão (1º), Arábia Saudita (2º) e Austrália (3º) são os principais aspirantes.

A grande decepção fica por conta da China. Comandada pelo italiano Marcello Lippi, a seleção chinesa é a lanterna do Grupo A, praticamente sem chances de ir à Rússia. A surpresa, no entanto, fica por conta da Síria, que, mesmo com a guerra civil que assola o país, tendo que mandar jogos na Malásia, ainda sonha com uma vaga, ainda que na repescagem da primeira chave.

ÁFRICA

No continente africano, a grande surpresa negativa da fase de grupos é a seleção de Camarões. Atuais campeões da Copa Africana de Nações, os Leões Indomáveis estão apenas na segunda colocação do Grupo B, com quatro pontos atrás da Nigéria - líder e, até aqui, a única classificada da chave.

Em exercício de cogitação, os classificados, no caso de a bola rolar na Rússia nas próximas horas, seriam RD Congo (Grupo A), Costa do Marfim (Grupo C), Burkina Faso (Grupo D) e Egito (Grupo E), além da já citada Nigéria - todas as seleções muito bem encaminhadas, restando quatro rodadas para o fim.

OCEANIA

O classificatório da Oceania é o único que não dá uma vaga direta à Copa do Mundo. Com isso, os dois últimos times, que são Nova Zelândia e Ilhas Salomão, fazem a final (em dois jogos) para saber quem encara o quinto colocado das Eliminatórias da América do Sul.


Relacionados

ESPORTES 3462970997395045531

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress