Coordenadora da Infância e Juventude visita Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa

A juíza coordenadora da Infância e Juventude e que responde também pelo Juizado da Infância e Juventude Infracional da Comarca de Manaus, Rebeca de Mendonça Lima, participou, no Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, da solenidade de premiação dos adolescentes infratores que se destacaram na última edição do projeto “Teens ao Máximo", desenvolvido nas unidades socieducativas de Manaus pela Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc). Por ocasião da solenidade, ocorrida na sexta-feira (23), a magistrada e sua equipe também visitaram as instações do centro socioeducativo.

A juíza e sua equipe fizeram a visita acompanhadas pela titular da Sejusc, Graça Prola, e o diretor do Centro Socioeducativo, Antônio Juracy de Lima. Localizado no bairro Alvorada, na zona Oeste de Manaus, o Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa é uma unidade de cumprimento de medida socioeducativa de internação e atende, atualmente, a 74 adolescentes infratores, com a faixa etária entre 16 e 18 anos.


Para a juíza, projetos como o “Teens ao Máximo”, desenvolvido pelo Centro, favorecem a ressocialização e contribuem, significativamente, com o desenvolvimento dos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas. “Apoiamos a realização e fazemos questão de prestigiar iniciativas como esta que incentivam, nos adolescentes, a disciplina, o esforço, a superação, a sociabilidade, o companheirismo e a consciências de seus atos”, apontou a juíza Rebeca de Mendonça.

De acordo com o diretor do Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, Antônio Juracy de Lima, o projeto “Teens ao Máximo” é desenvolvido no decorrer do ano com os internos, com caráter sociopedagógico, os avalia em cinco quesitos. “Sendo eles: a rotina no cumprimento das determinações, o desempenho em atividades escolares e em cursos realizados, a relação interpessoal, o desempenho na limpeza dos espaços da unidade e o esforço de superação”, explicou Antônio Juracy.

O diretor da unidade informou que os adolescentes são avaliados semanalmente nestes quesitos e  aqueles que obtém as melhores médias são premiados. “Todos têm seus direitos assegurados, no entanto, os que se sobressaem nestas avaliações são beneficiados, por exemplo, com bolsas de estágio, com atividades de integração com a participação de seus familiares (cafés da manhã) e outras iniciativas”, acrescentou Antônio Juracy.

Na ocasião da visita a convite do diretor do Centro, a juíza Rebeca de Mendonça Lima e sua equipe  prestigiaram a premiação aos dez adolescentes infratores com as melhores médias na última edição do projeto, cuja solenidade incluiu um café da manhã com a participação de familiares.


Relacionados

AMAZONAS 5692935464804522773

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress