Com reforços e renovação, Ceni terá de cortar um estrangeiro por jogo

O início da semana reservou ao São Paulo a renovação do uruguaio Diego Lugano e as apresentações do equatoriano Robert Arboleda e do argentino Jonatan Gomez. Com as três definições, o técnico Rogério Ceni será obrigado a cortar um estrangeiro por partida do Campeonato Brasileiro.

Tudo porque o regulamento do torneio nacional restringe a apenas cinco jogadores oriundos do exterior na lista de relacionados para cada jogo. Com as recentes contratações viabilizadas pela diretoria, o elenco tricolor passou a ter seis estrangeiros.

São eles os argentinos Buffarini, Lucas Pratto e Jonatan Gomez, o peruano Cueva, o equatoriano Arboleda e o uruguaio Lugano. Um deles, portanto, obrigatoriamente terá de ficar de fora a cada partida.

A tendência é que Buffarini seja o estrangeiro mais poupado por Ceni. O argentino não atua desde a vitória por 2 a 0 sobre o Avaí, em 22 de maio, pela segunda rodada do Brasileirão. Desde então, figurou no departamento médico em razão de um estiramento posterior na coxa direita.

Em entrevistas recentes, inclusive, o treinador elogiou o desempenho de Marcinho improvisado na direita, justamente no período em que o argentino esteve ausente. Bruno e Araruna também estão à frente de Buffarini na disputa por um lugar no 3-4-3 de Ceni, esquema que privilegia alas mais ofensivos.

Além disso, Buffarini está atrás na concorrência, também, em relação aos estrangeiros. Ceni não abre mão de Cueva e Pratto em sua equipe. Arboleda e Gomez chegam ao Morumbi com status de titular. Assim, a briga seria com Lugano, que foi seguro nos últimos dois jogos e é visto pelo elenco como um líder mesmo no banco de reservas.

O número de estrangeiros cortados ainda pode aumentar para dois caso Centurión não seja vendido e volte de empréstimo do Boca Juniors, com o qual tem contrato só até o dia 30 deste mês. O São Paulo, que busca um comprador para o atacante, já avisou que não o emprestará novamente a nenhum clube.

O diretor-executivo de futebol Vinicius Pinotti afirmou, entretanto, que não se preocupa com o limite de estrangeiros. “Um campeonato longo exige um elenco grande. Planejamos o São Paulo para 2017, 2018 e 2019. Isso não impediria a volta do Centurión, mas por empréstimo não sai mais”, garantiu.

Enquanto Rogério Ceni se debruça nesta questão, o São Paulo corre para regularizar a documentação de Arboleda e Gomez junto à CBF para contar com ambos no próximo compromisso da equipe, o duelo com o Flamengo, domingo, às 16 horas (de Brasília), na Ilha do Urubu, pela 11ª rodada do Brasileirão.


Relacionados

ESPORTES 644974708827778945

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress