Com direito a gol olímpico, Atlético-MG supera o Paraná e se classifica

Em um jogo pegado e um tanto truncado, o Atlético-MG levou a melhor e bateu o Paraná por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no Estádio Independência. Com o resultado, o Galo avançou para às quartas de final da Copa do Brasil. Os gols atleticanos foram marcados por Otero, em uma cobrança de escanteio, e Fred.


O Atlético-MG começou tentando exercer uma pressão. No entanto, esbarrou no sistema defensivo paranista, que deu pouco espaço para o Galo criar. Assim, as tentativas atleticanas pouco risco levavam: aos sete, Cazares bateu da entrada da área, mas o chute saiu fraco e o goleiro Léo fez fácil defesa; aos dez, após cobrança de falta ensaiada, Otero isolou; e aos 13, Elias tentou de fora da área, mas o chute foi pela linha de fundo.

Para piorar a situação do Atlético-MG (que já não contava com os volantes Adílson e Rafael Carioca, vetados, e o atacante Robinho, que estava no banco de reservas), o lateral Marcos Rocha sentiu uma lesão e foi substituído por Danilo, que passou a jogar de volante e Yago foi deslocado para a ala direita.

Com o passar do tempo, o Paraná foi esfriando mais a partida. No entanto, demorou para encaixar um contra-ataque. A primeira vez em que conseguiu assustar o goleiro Victor foi aos 39 minutos, quando Robson bateu cruzado de esquerda, mas o chute passou rente a trave de Victor.

Como estava com dificuldades para criar, o Galo passou a apostar na bola parada. E foi assim que o time conseguiu abrir o placar. Aos 40, em cobrança de escanteio, Otero bateu direto para o gol e surpreendeu o goleiro Léo, que falhou no lance. 1 a 0 Atlético-MG.

Também na bola parada o time paranaense quase chegou ao gol de empate. Aos 43, Robson cobrou uma falta de longe e acertou o poste do goleiro Victor, na melhor oportunidade dos visitantes na etapa inicial.

Já na etapa final, o cenário foi completamente diferente. Com o 1 a 0, o Galo recuou, deu a bola para o Paraná e passou a explorar os contra-ataques. Além de não ter tomado grandes sustos no sistema defensivo, o Atlético-MG era muito perigoso quando chegava. Aos 14, Cazares cruzou para Fred, que cabeceou para fora. A dupla voltou a funcionar bem aos 21, quando Cazares apareceu pela direita e serviu Fred, que não desperdiçou. 2 a 0.

Para piorar a situação do Paraná, no lance do gol, o goleiro Léo se chocou com Fred e teve uma série lesão no rosto. Sangrando bastante, o jogador foi substituído por Douglas Baldini.


Com o 2 a 0 no placar, o Paraná até esboçou uma pressão. Alex Santana e Pedro exigiram boas defesas do goleiro Victor, do Atlético-MG, que garantiu a classificação atleticana.

Relacionados

ESPORTES 5852228453118352463

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress