Ceni e Luxa fazem primeiro duelo como técnico

Com carreiras em momentos completamente distintos, Rogério Ceni e Vanderlei Luxemburgo se enfrentarão pela primeira vez como técnicos nesta quarta-feira, a partir das 19h30 (de Brasília), na Ilha do Retiro, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.


Enquanto o técnico do São Paulo dá seus primeiros passos na nova função, a qual começou a exercer só neste ano, o comandante do Sport, em busca de um recomeço, já possui uma carreira consolidada, sendo considerado um dos principais da história do futebol nacional.

Ceni, 44 anos, Luxemburgo, 65, nunca trabalharam juntos. O primeiro só defendeu um clube em sua vida, enquanto o segundo jamais treinou o São Paulo, apesar de ter demonstrado publicamente o desejo de fazê-lo algumas vezes.

Por isso, foram adversários durante décadas: o ex-goleiro, vestindo a camisa tricolor, e o ex-lateral esquerdo à frente de outras equipes, sendo protagonistas de clássicos estaduais, já que Luxemburgo teve passagens importantes por Palmeiras, Corinthians e Santos.

Nestes pouco mais de seis meses como treinador, Rogério Ceni acumula 32 partidas, com 14 vitórias, 12 empates e seis derrotas, o que representa um aproveitamento de 56%. Foram mais frustrações do que glórias no primeiro semestre de 2017, amargando eliminações no Campeonato Paulista, para o Corinthians, Copa do Brasil, diante do Cruzeiro, e Sul-Americana frente ao modesto Defensa y Justicia-ARG.

Longe de seu auge, Luxemburgo também enfrenta turbulências em sua carreira. Com um currículo invejável, com mais de 30 troféus, passagem por Seleção Brasileira e Real Madrid, ele colecionou fracassos e críticas em seus últimos trabalhos.

Seu último clube havia sido o Tianjin Quanjian-CHN, que o demitiu após três meses de trabalho. Na ocasião, Vanderlei deixou a equipe esbravejando contra um suposto esquema de corrupção e combinação de resultados no futebol chinês.

Em baixa, decidiu tentar recuperar o status de técnico afamado no Sport, primeiro clube do Nordeste a contratá-lo. Estreou com um empate diante do Botafogo, por 1 a 1, resultado que tirou o Leão da Ilha nas oitavas de final da Copa do Brasil. Em seguida, esteve à beira do campo nas derrotas para Avaí (1 a 0) e Vasco (2 a 1), e na vitória sobre o Flamengo (2 a 0).

Se há um elo entre eles é o gosto pela ofensividade. Luxemburgo foi o comandante do Palmeiras dos 102 gols no Campeonato Paulista de 1996. Ceni, apesar de ultimamente estar optando por um esquema mais cauteloso, com três zagueiros, sempre se declarou amante do estilo agressivo e fez do São Paulo o melhor ataque da edição 2017 do Estadual, com 33 tentos.

Nesta quarta-feira, o objetivo de ambos será fazer com que suas equipes se firmem na briga por posições da parte de cima da tabela. Passadas seis rodadas do Brasileirão, o Tricolor ocupa o nono lugar, com nove pontos, dois a mais que o Sport, 14º colocado.



Relacionados

ESPORTES 741515968356028815

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress