Trump diz que vai anunciar em poucos dias sua decisão sobre Acordo de Paris

O presidente  dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, escreveu nesta quarta (31), no Twitter que vai anunciar sua decisão final sobre o Acordo de Paris, ''em poucos dias."  A declaração foi divulgada após  publicação das notícias na rede americana sobre sua decisão de retirar o país do acordo. "Faça a América grande de novo", postou, repetindo seu slogan de campanha.

A imprensa americana divulgou que o presidente Donald Trump decidiu retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris para combater as mudanças climáticas.  A Casa Branca ainda não se pronunciou oficialmente sobre o tema, mas as redes de notícias americanas, ABS, CBS, CNN, FOX repercutiram a informação, inicialmente obtida pelo site de notícias Axios, por meio de uma fonte do governo cuja identidade não foi revelada. No Twitter, Trump escreveu, após a publicação das notícias sobre sua decisão.

Dois funcionários confirmaram a informação à CNN. A decisão de Trump sobre manter ou não os Estados Unidos no Acordo de Paris é aguardada pela comunidade internacional, sobretudo o G7, grupo dos países mais ricos do mundo, que na semana passada terminaram a cúpula feita na Sicília, Itália, sem consenso.

O tema também extremeceu as relações entre Estados Unidos e Alemanha. A chanceler Angela Merkel criticou duramente a postura de Trump durante a cúpula, que colocaram os Estados Unidos, como o único país entre os sete a não se posicionar à favor da manutenção do acordo para clima.

Na campanha eleitoral, Trump já havia sinalizado abandonar o acordo e após assumir, assinou ordens executivas que eliminaram restrições para a produção energética que foram estabelecidas tendo em vista os critérios de sustentabilidade e energia limpa definidos pelo Acordo de Paris.

Antes de ser eleito, Trump dizia que o aquecimento global "era uma farsa" e uma "teoria inventada".  Para ele, os termos do acordo influenciavam para que o país gerasse menos empregos.

Ao sair da cúpula, Trump disse que revisaria a permanência dos Estados Unidos e que tomaria uma decisão ainda esta semana sobre o tema.

O acordo de Paris foi assinado por 195 países, e a negociação demorou a entrar em consenso durante décadas, especialmente por causa dos Estados Unidos e da China.

Mas antes da assinatura do acordo em 2015, os dois países se adequaram internamente para buscar os objetivos estabelecidos.

A proposta visa alterar o formato desenvolvimentista, e diminuir a emissão de gases na atmosfera, bem como a produção de combustíveis fosseis, para tentar amenizar o impacto do aumento da temperatura global. A meta é reduzir o aumento da temperatura de 2 °C para 1,5 °C até 2100.


Relacionados

PELO MUNDO 8710348561929457151

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress