Preços de passagens aéreas para o Festival de Parintins gera protestos

O Festival Folclórico de Parintins é uma festa nacional que consegue atrair para a Amazônia centenas de turistas todos os anos para assistir os espetáculos proporcionados por Caprichoso e Garantido, que neste ano de 2017 serão realizados nas noites de 30 de junho, 1º e 2 de junho, no bumbódromo.



Porém, o que pode comprometer a intenção dos dirigentes dos bumbás, dos patrocinadores do festival e dos órgãos governamentais em revitalizar a festa para atrair o maior número de público, pode ser a decisão das empresas aéreas em praticar preços exagerados nas passagens de avião para Parintins.

Com o valor acima da média da maioria do público que assiduamente se programa para assistir o festival, o preço das passagens fora do poder aquisitivo do amazonense preocupa mesmo os ‘visitantes’ (termo utilizado pelo povo Ilha para as pessoas que vêm de fora do lugar). Conforme a tabela de preços oferecida pela agência de viagens autorizada, a partir do dia 28 de junho, uma quarta-feira, às 14h, o valor é de R$ 599,00.

Com a aproximação dos dias do festival o preço vai sendo alternado. No dia 29, quinta-feira, às 9h30min a passagem passa a valer R$ 749,00. No dia 1º de julho, segundo dia de apresentação dos bumbás Caprichoso e Garantido, na arena do bumbódromo, o preço oscila para baixo e passa a custar R$ 599,00 com saída de Manaus à 1h30min da madrugada.

No domingo, dia 2 de julho, terceira noite de festival, os preços decaem drasticamente e passam a valer R$ 150,00. O primeiro voo será às 2h30min da madrugada. Se o visitante for rápido ele ainda poderá assistir as apresentações do seu boi preferido. Ele terá 19 horas até o primeiro boi adentrar a arena do espetáculo.

As agências de viagens não informam os preços de retorno, mas calcula-se que seja o mesmo preço cobrado para se chegar à Ilha.

Crise econômica
Em plena crise econômica e na política e institucional brasileira, vir a Parintins para assistir o boi-bumbá sai mais caro, proporcionalmente, que ir para os Estados Unidos da América ver o Pato Donald, em Orlando, Flórida. A viagem interacional sai a R$ 2.764,00, para São Paulo R$ 553,00 e Fortaleza R$ 707,00.

De acordo com o servidor público, Pedro Luis, a maioria das pessoas que mora em Manaus e outras cidades só podem viajar na quinta ou sexta-feira para assistir o Festival Folclórico de Parintins. “E cobrar até 750 reais por uma viagem de 45 minutos é um absurdo, R$ 1.500,00 ida e volta”, protesta.

Pedro afirma que a população parintinense é orientada a praticar preços acessíveis, seja na rede hoteleira, no vestuário e alimentação se quem organiza, e que deveria dar o exemplo aceita isso passivamente.

Pedro Luis adverte para o enfraquecimento da festa folclórica com a queda de turistas em decorrência do alto preço da passagem aérea.

“Com isso se cria um efeito cascata, pois se a cada ano aumenta o preço das passagens aéreas, os outros meios de acesso, barcos e lanchas, vão aumentar cada vez mais. Já passou da hora de haver um compromisso coletivo e sério com a festa, basta de discursos falaciosos e políticos. Tá na hora do movimento acordar, e não de mais “conversa pra boi dormir”.

Relacionados

DESTAQUES 7092500518252872774

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress