Pedido da defesa é negado pela justiça e depoimento de Lula será nesta quarta

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu manter o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira (9). A defesa do petista tentou manobrar, mas não conseguiu adiar a oitiva do processo em que Lula é réu. Ele é acusado de ter recebido o tríplex, no Guarujá, litoral paulista, como propina pela empreiteira OAS.

Os advogados pediram mais tempo para analisar documentos da Petrobras que foram incorporados ao processo no fim de abril. A audiência já havia sido adiada uma vez. Marcada para 3 de maio, o juiz Sérgio Moro alterou a data para o dia 10 a pedido da Polícia Federal, que pediu tempo para organizar a segurança no local.

A decisão de hoje foi tomada pelo juiz federal Nivaldo Brunoni, convocado para substituir desembargador federal relator da Lava Jato na 8ª Turma, em Porto Alegre, João Pedro Gebran Neto.

‘Impossível’


Segundo os advogados, os novos documentos somam cerca que 100 mil páginas. No pedido de adiamento, a defesa diz que é simplesmente impossível analisar cerca de 5,42 gigabytes de arquivos digitais sem organização e índice, mais de 5 mil documentos técnicos, jurídicos e negociais (estimativa de cerca de 100 mil folhas sem organização e índice) até o próximo dia 10”.

Relacionados

POLÍTICA 5549097306731980683

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress