Líderes mundiais condenam ataque em Manchester

A primeira-ministra do Reino Unido, a conservadora Theresa May, condenou nesta terça-feira (23) o "atroz ataque terrorista" que deixou pelo menos 22 mortos e 50 feridos em Manchester, no Norte da Inglaterra. A informação é da Agência EFE.

A chefe do governo britânico expressou solidariedade às vítimas e às famílias dos atingidos e confirmou que a polícia está tratando o incidente como atentado. "Estamos trabalhando para estabelecer todos os detalhes", disse May, depois que uma explosão causou pânico ao fim de um showda cantora americana Ariana Grande, na Manchester Arena.

O prefeito de Manchester, o trabalhista Andy Burnham, também expressou condolências às vítimas da explosão na Manchester Arena. "O meu coração está com as famílias que perderam seus entes queridos e a minha admiração com os valentes serviços de emergência. Foi uma noite terrível para a nossa cidade", afirmou Burnham em sua conta no Twitter.


Em mensagem à primeira-ministra britânica, Theresa May, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, reiterou a disposição de Moscou de incrementar a cooperação com Londres na luta contra o terrorismo. "Condenamos energicamente esse crime cínico e desumano. Acreditamos que seu organizador não evitará o castigo que merece", escreveu Putin a May, segundo a Presidência russa.

A União Europeia (UE) se solidarizou com as vítimas do atentado. "O meu coração está em Manchester. Todos os nossos pensamentos com as vítimas", escreveu, no Twitter, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Na mesma rede social, o comissário europeu de Segurança, o britânico Julian King, também manifestou a "solidariedade" do bloco ao Reino Unido.

"Perturbado pela explosão em Manchester. Os nossos pensamentos e orações estão com as vítimas e as famílias dos feridos", escreveu no Twitter o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani.

Em comunicado, a chanceler Angela Merkel assegurou ao povo do Reino Unido que a Alemanha está do seu lado. "É inconcebível que alguém use um alegre show de música pop para matar muita gente ou causar ferimentos graves. Penso nas vítimas e em todos os afetados, bem como nas suas famílias e em seu desespero e na sua dor", acrescentou Merkel.

"O atentado fortalecerá nossa decisão de continuar lutando, ao lado dos nossos amigos britânicos, contra todos aqueles que planejam e realizam esses atos infames", disse ainda a chanceler.

Relacionados

PELO MUNDO 2265335312040250108

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress