Há dois meses sem jogar, atacante é chamado de 'Gabighost' por jornal italiano

Contratado pela Inter de Milão por 30 milhões de euros junto ao Santos, Gabigol vive uma primeira temporada na Itália para ser esquecida: spenas sete jogos disputados no Calcio - o último deles em 26 de fevereiro -, 81 minutos em campo e um gol marcado.
E a situação não passa despercebida pela mídia italiana.
O jornal Gazzetta dello Sport publicou uma reportagem nesta quinta-feira na qual chama o atacante de 20 anos de "Gabighost" - ghost, fantasma em inglês.
A matéria explica os motivos para o esquecimento do jogador no elenco da Inter, como por exemplo o alto valor investido nele e compara com o xará Gabriel Jesus, que custou 32,75 milhões de euros e era outro alvo do clube nerazzuri.
Gazzetta diz que Gabigol valeria à época entre 13 e 15 milhões de euros.
Assista aos melhores momentos da vitória da Internazionale sobre o Napoli por 1 a 0!

Frank de Boer, o técnico que começou a temporada, logo foi demitido da Internazionale, e Stefano Pioli assumiu. Para o principal diário esportivo da Itália, Gabigol ainda não estava pronto para dar o grande salto na carreira, e por isso suas chances são raras.
"Acostumado a outro futebol, ele demorou alguns meses para treinar da maneira certa. Ele poderia ter sido emprestado em janeiro. Outra oportunidade perdida", diz a matéria.
Seu único gol pelo clube aconteceu diante do Bologna, em 19 de fevereiro. Depois desse jogo, disputou apenas mais um, contra a Roma, sete dias depois.
Desencantou! Após 7 meses sem marcar, Gabigol faz o primeiro gol com a camisa da Internazionale
"De fato, ele não entra em campo há mais de dois meses, apesar de a Inter ter conseguido apenas dois pontos nos últimos seis jogos", afirma a Gazzetta.
Pioli foi questionado quanto à ausência de Gabigol nessa série de partidas sem vitória. "Gabigol nunca joga por que eu tomo as decisões que penso ser as melhores para o time. Contra o Napoli, tive que 'queimar' uma mudança defensiva por causa da lesão de Murillo. Eu, com certeza, teria colocando outro jogador ofensivo. Eu não sei se ele ou outro", reconheceu o treinador.
O diário, agora, projeta para a próxima temporada o empréstimo do ex-santista para um time italiano ou europeu e cita o caso de Philippe Coutinho, que teve um gosto amargo para a Inter. "(Ele tem que) Provar que a medalha na Rio 2016 não veio por acaso. E que esse não foi um ano jogado fora. Verdade que por alguns meses Coutinho foi emprestado para o Espanyol. Mas, para explodir, ele teve que voar para o Liverpool".

Relacionados

ESPORTES 7051567798839686357

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress