Em Manaus, índios venezuelanos citam crenças espirituais e recusam tratamento de saúde

crença na cura espiritual tem feito indígenas venezuelanos recusarem tratamento de saúde em Manaus, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Nesta quinta-feira (25), uma reunião foi realizada com lideranças e a Semsa para discutir o assunto. Segundo a pasta, métodos tradicionais dos índios vão ser usados em conjunto com o tratamento padrão.
A reunião foi realizada na Unidade Básica de Saúde Mansur Bulbol, na Avenida Desembargador João Machado. Durante o encontro, índios refugiados na capital explicaram sobre os tratamentos tradicionais adotados por eles.
A antropóloga e técnica em projetos na Fundação Estadual do Índio, Justina Cândido, indígena da etinia Tikuna, explicou que a população indígena acredita na cura espiritual por não ter contato com médicos e remédios industrializados.
"A gente tem uma relação muito grande com a natureza. O espírito da natureza. Tudo isso se relaciona em xamã. A população indígena se relaciona a isso pois não temos a vivência na cidade, com médicos, então, muitas das vezes, a solução para nós é cura através de espíritos e de medicinas tradicionais", explicou a antropóloga.

Relacionados

AMAZONAS 5494549497939803387

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress