Brasil está se tornando uma grande "Organizações Tabajara", diz ministro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, disse na manhã desta segunda-feira, 29, que "coloca as mãos na cabeça" quando ouve ideias vindas de São Paulo, estado que liderou a Revolução Constitucionalista de 1932, sugerindo mudanças da Constituição. Gilmar criticou, ainda, a falta de lideranças no País e disse que costuma brincar que “o Brasil está se tornando uma grande Organizações Tabajara”, referindo-se à empresa fictícia criada pela "Turma do Casseta", programa humorístico da TV Globo.

Mendes, que fala neste momento no 2º Congresso Jurídico, sobre judicialização da Saúde, disse que a Constituição que está prestes a completar 30 anos “nos trouxe até aqui dentro da normalidade constitucional”.


“Tivemos dois impeachment no Brasil e estamos enfrentando agora uma grave crise política sem convulsão social. Temos que manter isso”, disse. Sobre a Saúde, Mendes disse que esse é um tema relevante que tem chamado a sua atenção e a do STF pela relevância que tem.

Relacionados

POLÍTICA 4074835782350812013

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress