Apresentado, Cuca vê responsabilidade maior em “retorno precoce”

“Na verdade, eu estava com alguma dúvida em voltar, porque é muito precoce, muito em cima”, comentou Cuca, sucessor de Eduardo Baptista. “Tenho um trabalho muito difícil, com uma responsabilidade ainda maior que a do ano passado em virtude de o Palmeiras ser o campeão (brasileiro)”, completou.

Cuca foi apresentado pelo presidente Maurício Galiotte e ganhou das mãos do dirigente a camisa número 8 com seu nome, lembrando a passagem como atleta do clube, em 1992. Em seguida, Leila Pereira, proprietária da Crefisa/FAM, entregou um livro sobre o eneacampeonato brasileiro ao treinador.

“O Cuca é um técnico vencedor, com um passado recente glorioso conosco. Profundamente identificado com o clube, com os atletas, com a diretoria e, sobretudo, com a torcida”, disse Galiotte, antes de se dirigir ao técnico. “Desejo muitas conquistas e sucesso em seu retorno à Sociedade Esportiva Palmeiras”, afirmou.

Cuca assinou contrato com o Palmeiras até o final de 2018 e chega acompanhado por Cuquinha, seu irmão mais novo, além do auxiliar Eudes Pedro e do observador técnico Daniel Cerqueira. Todos participaram da comissão técnica durante a última temporada.

Em sua primeira passagem como técnico, encerrada ao final de 2016 para resolver problemas pessoais, Cuca acumulou 51 partidas, com 29 vitórias, 11 empates e 11 derrotas. A reestreia do técnico está marcada para as 16 horas (de Brasília) deste domingo, contra o Vasco, no Palestra Itália, pela edição de 2017 do torneio nacional.


“Em dezembro, avisei que não ficaria para resolver questões pessoais e foi o que fiz. Não determinei um prazo para voltar a trabalhar. Já estava sentindo condições de retomar, embora não tenha observado alguns treinos no mercado europeu, como planejava. Estou me sentindo em boas condições para ajudar o Palmeiras novamente”, disse Cuca.

Relacionados

ESPORTES 1420956707634579924

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress