Adriana Ancelmo confirma transação de R$ 1,2 milhão em conta bancária

O Ministério Público Federal (MPF) investiga se a ex-primeira-dama do Rio Adriana Ancelmo movimentou indevidamente bens que estariam bloqueados por medida judicial após sua prisão. 

Ela foi interrogada nesta quarta-feira (10) e confirmou que resgatou e depositou em sua conta-corrente cerca de R$ 1,2 milhão para pagar despesas pessoais, mas disse que a medida foi considerada legal pelo gerente do banco.

O procurador Rodrigo Timoteo, que acompanhou a audiência na 7ª Vara Federal Criminal, presidida pelo juiz Marcelo Bretas, disse que vai oficiar o banco Itaú para saber detalhes de como ocorreu a transação. Ele disse que, dependendo do que for apurado, Adriana pode inclusive deixar a prisão domiciliar e voltar para o Complexo Prisional de Gericinó, em Bangu.

Relacionados

BRASIL 6621534333190474571

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress