Licitação para reforma da FCecon será lançada nesta semana

A licitação para contratação da empresa que fará a reforma e ampliação da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) deve lançada nesta semana. O anúncio da previsão foi feito pelo governo do Amazonas nesta segunda-feira (17). Um prédio anexo de quatro andares será construído e as atuais instalações passarão por melhorias, no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus.
De acordo com o governador do Amazonas, José Melo (PROS), o projeto de reforma e ampliação seguirá nesta segunda (17) para licitação.
"O Cecon, até final deste ano, estará repaginado e com equipamentos modernos. Estará também completamente humanizado. Esses quatro novos andares serão construídos ao lado, além de ter também um novo acelerador linear. Isso só está sendo possível porque a Assembleia Legislativa teve a sensibilidade de não só aprovar, mas também de aprimorar os projetos de lei que nós encaminhamos para lá", informou o governador.
O governo não informou o valor da obra e prazo de conclusão dos serviços. De acordo com José Melo, o dinheiro que será usado para reformar a FCecon é o mesmo que seria empregado para tranformar a Santa Casa de Misericórdia em um hospital do câncer infanto-juvenil. Entretanto, em razão da crise econômica, o governo optou pela modernização da Fundação.
"A Santa Casa tem um passivo trabalhista. Uns dizem que gira entorno de R$ 40 milhões, outros dizem R$60 milhões. A obra em si custaria R$ 60 milhões e para eu assumir um passivo de R$ 60 milhões seria uma incerteza muito grande. Preferi pegar esses recursos e estou fazendo agora o novo Cecon, vou reformar e ampliar o Hospital Adriano Jorge, vou reformar os dois grandes Prontos-Socorros João Lúcio e 28 de Agosto. Estamos terminando de fazer os projetos dos outros três e dentro de 30 dias mandarmos para licitação", justificou Melo.
A Fundação Cecon é unidade de referência no Amazonas no diagnóstico e tratamento do câncer. A unidade atente pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e realizava neurocirurgias para a retirada de tumores cerebrais.
Em fevereiro deste ano, uma mulher de 54 anos passou por uma cirurgia para retirada de tumor no cérebro, enquanto estava acorda. O procedimento foi a primeira neurocirurgia da região Norte para ressecção de tumor cerebral em um paciente acordado. Cirurgias em lesões com essa localização específica eram encaminhadas, anteriormente, para Tratamento Fora de Domicílio (TFD).

Relacionados

AMAZONAS 8766227956421427226

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress