Wanderley Dallas apresenta balanço das atividades parlamentares de 2016

O deputado estadual Wanderley Dallas divulgou nesta quarta-feira (11) o balanço das atividades parlamentares de 2016. Dallas é conhecido na Assembleia Legislativa como um dos deputados com maior produção de requerimentos, projetos de lei e discursos do parlamento estadual.

Em 2016 foram apresentados 24 projetos de lei e 866 requerimentos voltados aos moradores da capital e interior do Estado. O ano também foi marcado pelo desarquivamento de 192 projetos que estavam parados na Aleam.

Dos 24 projetos apresentados ano passado, 21 receberam parecer favorável. Ao todo, foram sancionados 26 projetos.

Entre as leis criadas pelo deputado Wanderley Dallas está a que proíbe as escolas públicas e particulares do Amazonas de vender ou distribuir alimentos que contribuam para a obesidade infantil.

A lei, que entrou em vigor no final do ano passado, visa garantir a venda e distribuição de alimentos de qualidade pelas cantinas das escolas, contribuindo para a redução da obesidade entre crianças e adolescentes.

Outra lei criada pelo deputado é a que obriga os supermercados, shoppings e lojas de departamento a higienizarem as cadeirinhas de bebê fixadas em carrinhos de compras.

O projeto segue o modelo já existente em outros Estados, onde os estabelecimentos comerciais são obrigados a limpar e higienizar as cadeirinhas de bebê. A intenção, segundo o deputado, é garantir mais cuidados com a saúde dos bebês.

“Nestas cadeirinhas é comum encontrarmos todo tipo de sujeita, por isso criamos a lei que obriga os estabelecimentos comerciais a limpar as cadeirinhas a cada cinco dias”, explica Dallas. Os carrinhos receberão ainda uma placa com a data da última higienização.


COORDENADA:

Setor educacional recebeu importantes projetos

O setor educacional do Amazonas recebeu importantes projetos criados pelo deputado Wanderley Dallas ao longo de 2016.

Entre as leis de maior destaque está a que proíbe a realização de trotes estudantis nas escolas e universidades públicas e particulares do Amazonas. A lei foi sancionada pelo Governo do Estado em 13 de outubro do ano passado e já está em vigor. Caso os trotes voltem a acontecer, os estudantes envolvidos no delito, bem como a universidade onde ocorreu o trote, serão responsabilizadas civil e criminalmente, conforme prevê a lei.

Outro projeto aprovado é o que cria o programa Empresa Amiga da Educação. O programa visa aproximar escolas públicas e empresas do Amazonas.

De acordo com o deputado Wanderley Dallas, a meta é incentivar que empresas particulares a investir recursos para melhorar a qualidade do ensino das escolas públicas. “A ideia já existe em outros Estados, onde empresas como Net, Google, Globo e rede de supermercados, entre outras, apoiam atividades dentro das escolas”, explica Dallas.

No Amazonas, o projeto busca incentivar empresas de pequeno a grande porte a investir na recuperação de quadras poliesportivas, doação de computadores, livros e materiais desportivos, além de benfeitorias na estrutura física das escolas.

Relacionados

CORREDORES DO PODER 4647607437072887168

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Julgamento de José Melo na íntegra

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP

Publicidade

Publicidade
item
Wordpress