Investigação sobre a empresa de Nejmi Aziz parada há noventa dias,PF deve explicações

Da Redação / portal@d24am.com
Polícia Federal no Amazonas está investigando a ENE Empreendimentos e Participações, de Nejmi Aziz, mulher de ex-governador do Amazonas.Foto: Reprodução
Manaus - No próximo dia 17 farão três meses que a imprensa informou que a Polícia Federal no Amazonas está investigando a ENE Empreendimentos e Participações, de Nejmi Aziz, mulher do ex-governador do Amazonas, senador Omar Aziz (PSD), que não tem funcionários, com endereço que se confunde com o de uma escola, e que chamou a atenção do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) - órgão de inteligência do Ministério da Fazenda, por receber depósito de R$ 4,9 milhões.
Segundo o relatório, a ENE, que tinha como endereço o Centro Educacional Carmina Dessana, tinha como procurador Celso de Oliveira Alves, um servidor público lotado, pelo menos até 2014, na Secretaria de Governo da Prefeitura de Manaus, onde receberia salário de R$ 13 mil brutos mas, mesmo assim, depositou, pelo menos, R$ 998.100,00 na conta da empresa de Nejmi e efetuou compras de R$ 600 mil na Amsterdam Sauer Joalheiros Ltda., luxuosa joalheria especializada em diamantes e topázios, nos dias 26 e 27 de dezembro de 2013, no Rio de Janeiro.
De acordo com o inquérito policial, a ENE e Celso de Oliveira foram relacionados em comunicações atípicas de prática de operações em espécie, realizadas entre janeiro de 2007 e fevereiro de 2014, que totalizam, aproximadamente, R$ 12,8 milhões.

Relacionados

POLÍTICA 1213412179958927351

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Julgamento de José Melo na íntegra

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP

Publicidade

Publicidade
item
Wordpress