Doria anuncia corte de 15% em contratos e em 30% dos cargos comissionados

O novo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira, 2, os "sete pontos iniciais" do seu governo. Uma das medidas anunciadas é o corte de 15% nos valores de todos os contratos da prefeitura – exceto os relacionados às áreas da Saúde, Educação e Transporte – e de 30% dos cargos comissionados, em até 180 dias.
Doria disse que a redução do valor dos contratos não vai significar redução dos serviços. “Isto [corte] não se aplica aos contratos da área de saúde, transporte e educação. Nos demais nós teremos uma redução de 15% nos valores dos contratos, entendendo que essa redução não vai prejudicar nenhum contrato, nenhuma ação, vai significar isso sim uma readequação de medidas de gestão das empresas que prestam serviços à Prefeitura”, afirmou.
Outra medida adotada pela nova gestão da prefeitura será a criação do cargo "gestor de economia". Segundo Doria, toda a Secretaria terá um gestor que será responsável pela economia de despesas de cada órgão municipal. A cada reunião secretarial, que acontecerá semanalmente, os "gestores de economia" terão que reportar quais foram as economias realizadas em suas secretarias.
Doria anunciou também a implantação imediata de 66 mil novas vagas em creches em 12 meses. Levantamento recente aponta, no entanto, que há 130 mil crianças na fila por vagas em creches. O programa será executado com recursos do Orçamento e com apoio do setor privado por meio das Organizações Sociais (OS). Várias entidades, inclusive do setor bancário, devem ajudar, segundo o prefeito. "O espaço físico de agências bancárias deve ser aproveitado para creches", disse.
O novo prefeito também anunciou redução de 1.300 veículos; carros alugados serão devolvidos.
Saúde e urbanismo
A prefeitura de São Paulo também implantará os mutirões Calçada Livre e o da Saúde.
No próximo dia 8, na zona leste da capital, será inaugurado o mutirão da calçada, que focará na restauração das calçadas de toda a cidade.
Para a Saúde, Doria promete zerar as filas para a realização de exames no serviço público municipal. O prazo que o novo prefeito da capital paulista deu para que as filas fossem extintas foi de 90 dias.

Relacionados

POLÍTICA 3364471864820744041

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Julgamento de josé melo

Relator vota contra cassação de Melo e ministra pede vistas do processo

Julgamento de José Melo na íntegra

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP

Publicidade

Publicidade
item
Wordpress