Uso do celular foi a principal causa de multas no trânsito em 2016

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) aplicou 20.003 multas em pessoas dirigindo e ao mesmo tempo falando ou escrevendo no celular. “Ainda precisamos fazer muita coisa para conscientizar a população que se trata de um crime por colocar em risco a vida de quem usa e de terceiros”, disse o diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza.

Ele destacou o perigo que essa prática representa para o trânsito em nossa cidade. De acordo com ele, atualmente a maioria dos acidentes que acontece tem o envolvimento do celular. O uso do aparelho no trânsito tira a atenção do motorista. “É impossível alguém estar dirigindo e ao mesmo tempo falando ou escrevendo no celular sem perder a atenção”, disse.
Conforme o diretor-presidente, este ano foram aplicadas 6.241 multas por embriaguez no volante, um aumento significativo em relação ao ano passado quando foram aplicadas 4.126. Para ele, a fiscalização está maior e as pessoas ainda não tomaram consciência de que dirigir embriagado é crime. “Ainda tem pessoas que afirmam que dirigem melhor quando estão embriagados”, completa.
De acordo com Leonel Feitoza, 4.556 pessoas pegas dirigindo sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e que 70% destas eram  menores dirigindo  com autorização dos pais. Isso acontece sempre pela manhã quando os adolescentes estão indo para suas escolas, avalia o diretor-presidente. 
Apesar do aumento da quantidade de  multas por infrações de trânsito, o Detran-AM registrou uma redução considerável de mortes no trânsito no decorrer deste ano em comparação ao ano passado.  Em 2015, 321 pessoas morreram vítimas de acidente de trânsito e neste ano 284. “Conseguimos salvar 37 vidas, mais ainda é muito pouco, ainda não dá para comemorar, mas estamos trabalhando para evitar ainda mais”, disse.

Assim como houve  a redução de morte, o número de pessoas lesionadas em acidentes de trânsito também foi menor neste ano com  5.383 casos, menos que em 2015 quando foram registrados 7. 340. O número atual ainda é considerado alto. 
Conforme o diretor-presidente, neste ano 584 motoristas tiveram a permissão para dirigir cassadas, ou seja, estão definitivamente proibidos de pegar a direção de um carro. Já 4.032 estão com a permissão suspensa e poderão voltar a dirigir depois.
Um dos motivos que poderá levar a suspensão da CNH é quando a soma de infrações for de 20 ou mais pontos, além de outros motivos. A suspensão da habilitação resulta na suspensão do direito de dirigir por um período que pode variar de um mês até um ano.

Campanha impactante
Para Leonel Feitoza, as reduções de alguns dos índices são resultados das campanhas e palestras que no decorrer do ano foram realizadas em empresas, escolas e nas ruas com objetivo de chamar a atenção dos motoristas e daqueles que ainda não dirigem, mas que um dia vão estar no volante de um veículo.
De acordo com ele, algumas campanhas são consideradas apelativas, mas um dos principais objetivos de algumas campanhas é impactar e chamar a atenção de quem vê as peças de propaganda.
Novo módulo
Na manhã desta quinta-feira (29), o Detran-AM inaugurou o terceiro módulo de fiscalização de trânsito em Manaus, desta vez na rodovia AM-450, na Zona Oeste, uma das principais vias considerada de alta velocidade e palco de constantes acidentes com vítimas fatais.
foto: Antônio Menezes

De acordo com o diretor-presidente do órgão Leonel Feitoza, o posto, que fica em frente ao cemitério Tarumã, tem como objetivo fiscalizar e evitar acidentes, preservando vidas e obrigando os motoristas a respeitarem a velocidade correta. “Essa estrada está sendo usada para a prática de pega ou racha e por conta disso muita gente tem morrido”, disse Leonel.

Relacionados

AMAZONAS 9186835457364826011

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress