Equipe da DIP de Parintins prende foragido da Justiça procurado por estupro de vulnerável cometido em 2012

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Parintins, sob a coordenação do delegado titular da unidade policial, Bruno Fraga, prendeu na manhã desta quinta-feira, dia 29, por volta das 11h, Enderson Pereira dos Santos, 22, conhecido como “Cabeça”, por estupro de vulnerável cometido em 2012 naquele município, distante 369 quilômetros em linha reta da capital.


De acordo com a autoridade policial, Enderson foi preso em cumprimento a determinação do juiz André Luiz Nogueira Borges de Campos, da 2ª Vara da Comarca de Parintins, após ter sido processado como incurso de estupro de vulnerável ocorrido no dia 16 de junho de 2012, que culminou com sentença condenatória em regime fechado. A prisão foi efetuada na casa onde ele morava, situada na Rua Tomazinho Meireles, primeira etapa do bairro Itaúna, naquele município.

Segundo Fraga, na ocasião do crime Enderson estuprou uma adolescente de 13 anos, após ter oferecido quatro copos de bebida alcóolica para a garota. Na época, a vítima relatou que após ingerir a bebida, sentiu tonturas e desmaios. Em seguida ela foi violentada pelo infrator. Ao acordar, na cama de Enderson, estava sentindo muitas dores na região pélvica e percebeu manchas de sangue nas roupas que usava.

Conforme a autoridade policial, a equipe da DIP de Parintins chegou até o infrator após o recebimento de denúncias anônimas, informando que o jovem estaria comandando o tráfico de drogas daquela região. No momento da abordagem o indivíduo consentiu a entrada dos policiais civis no imóvel onde morava e tentou empreender fuga.

“Enderson tentou fugir pelos fundos do imóvel, pulando muros.  Contudo, ele foi localizado escondido em uma residência perto do local onde aconteceu a abordagem. A equipe de investigação relatou que durante a ação policial todos ficaram surpresos com a agilidade do infrator, que conseguiu pular um muro alto com cerca de arame farpado”, explicou o delegado.

Bruno Fraga informou que Enderson estava em liberdade provisória desde 2015, após cumprir pena por tentativa de homicídio. Ele respondia pelo crime em regime semiaberto. Dessa vez o jovem foi indiciado por estupro de vulnerável e ao término dos procedimentos legais ele será encaminhado à Cadeia Pública de Parintins, onde irá permanecer à disposição da Justiça.




Assessoria de Imprensa - Polícia Civil

Relacionados

AMAZONAS 3711873062395559776

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP

Facebook

Publicidade

Publicidade
item
Wordpress