Nova farra na Semed

A+ A-

Olá Pávulo,

Sou um leitor assíduo do seu blog e apoio muito suas atitudes de denunciar os desmandos com o dinheiro público. Hoje, ao ler o Diário Oficial do Município, pude observar a renovação de um dos maiores escândalos, estes são os seguintes:

1. Comissão de Avaliação e Diagnósticos das Escolas Municipais
Edmarie de Jesus Cavalcante - Presidente
Regina Pinto Cordeiro - Vice-presidente
Rosicleide Andrade Maia - Membro
Thaisa Wanderley Sabino - Membro

2. Comissão de Acompanhamento Processual
Edvane de Jesus Cavalcante - Presidente
Valzeneide Barbosa Rebolças - Vice-presidente
Marilane Nery de Lima - Membro
Raimundo Guaracy Guedes da Motta - Membro

Agora os apontamentos que são verdadeiros escândalos:

1. A idéia de criar as duas comissões nasceu da necessidade de dar um upgrade aos salários de alguns amigos do Secretário Mauro Lippi, como as advogadas Edmarie e Edvane que são irmãs e ambas ocupam cargos comissionados no ManausMed (Serviço de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Municipais de Manaus) com símbolo DAS 3 para ambas, somando mais 5.000,00 reais para cada uma com a Presidência das comissões, totalizando 11 mil reais;
2. A Comissão de Avaliação e Diagnóstico das Escolas Municipais seria a priori uma comissão temporária, afinal, a realização de visitas as Escolas foram feitas durante os 4 primeiros meses da administração da dinastia Lippi na SEMED, e porque então renovar? Será que alguém mais vai querer visitar os já visitados, além do Cargo Comissionado Thaisa Wanderley que ganhou um plus de 2.500,00 reais no salário, já que não poderia dar outro símbolo comissionado direto a ela.
3. Para que manter na estrutura da Secretaria os Departamentos de Planejamento e Engenharia se não possuem capacidade para realizar um panorama geral das Escolas Municipais, e para que um setor de Chefia de Gabinete se não consegue realizar o acompanhamento Processual da Secretaria? Isso é um desrespeito aos profissionais concursados e capacitados para desempenharem tais funções em detrimento de benefícios aos poucos mancomunados com os desatinos de Valéria Lippi, a bruxa da Educação e Mauro Lippi, o Al Capone dos contratos.
 Meu caro Pávulo - estou lhe proporcionando um bom tema de debate, mas principalmente um farto prato para denúncia com embasamento.
Certo do seu caráter idôneo e defensor da causa pública e honesta, creio no seu poder de difusão das coisas que afligem o servidor público.
Um abraço e meu sincero respeito ao seu trabalho.



Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Facebook

item
Wordpress